XVIII Encontro Nacional da APEM 2024

Música na Educação: A arte de selecionar repertório

XVIII Encontro Nacional da APEM 2024

Sócio APEM (necessário fazer login no site da APEM e ter as quotas atualizadas)

Presencial e online: 40€
Presencial: 30€
Online: 15€

Não Sócio (para se tornar sócio APEM, clique aqui)

Presencial e online: 80€
Presencial: 60€
Online: 30€

Ação de Formação de curta duração (6h) reconhecida e certificada pelo CFAPEM para os grupos 100, 110, 150, 250, 610 e todos os grupos M, de acordo com os artigos 6ºd), 7º n.2 e 8ºb) do RJFC - Dec.- Lei n.º22/2014 de 11 de fevereiro.

Os repertórios musicais na formação e educação musical e artística de crianças e jovens desempenham um papel crucial tanto no seu desenvolvimento musical, como cultural e social. A variedade de experiências musicais e culturais que a seleção de repertório pode trazer para o espaço do ensino e da aprendizagem musical, implica uma consideração de critérios que devem ser bem pensados, pesados, refletidos e equilibrados.

Sabendo-se que podem e devem existir especificidades de seleção de repertório de acordo com o nível, tipologia e objetivos do ensino e formação musical, a reflexão sobre a música enquanto objeto artístico e o seu impacto social, emocional e cognitivo, deve procurar ser abrangente, policentrada e flexível e incorporar ela própria o sentir de uma sociedade cada vez mais complexa e em constante e rápida mutação.

Neste sentido, e para que essa reflexão se adeque aos propósitos da contemporaneidade social, cultural, artística e educacional, inventariaram-se algumas ideias e possíveis implicações a ter em conta para a seleção de repertório, tais como:

  • Diversidade cultural – incluir e explorar diferentes culturas e géneros musicais;
  • Tipologias musicais – apresentar uma ampla variedade de géneros e estilos musicais;
  • Relevância cultural – incluir músicas que se liguem às experiências e identidades das crianças e jovens;
  • Desafio e acessibilidade – selecionar músicas tanto desafiadoras como acessíveis, adequadas ao nível das crianças e jovens e com grau de complexidade crescente;
  • Contexto histórico – explorar repertórios de diferentes períodos históricos e ligar eventos históricos e culturais relevantes a peças musicais;
  • Contribuição cultural e social – explorar músicas que se liguem a questões sociais e promovam reflexão crítica e democrática;
  • Interdisciplinaridade – integrar músicas que se relacionem com outras áreas do conhecimento;
  • Variedade de instrumentação – selecionar repertório para diferentes formações musicais e com diversidade de instrumentos;
  • Envolvimento dos alunos – integrar a seleção de repertório das crianças e jovens.

Ao incorporar uma série de princípios, critérios e conceitos estruturantes na seleção de repertório musical para a formação e educação musical e artística das crianças e jovens, complexifica o processo, mas, simultaneamente, transforma a seleção de repertório num ato criativo formativo e formador.

É no quadro desta temática que se organiza o XVIII Encontro Nacional da APEM 2024 em duas modalidades: primeiro com apresentações online, decorrentes da chamada de comunicações e depois, presencialmente, com uma conferência e workshops. Pretendemos neste Encontro conhecer e divulgar projetos nas escolas e/ou nas comunidades, estudos de caso e projetos de investigação que se focaram na seleção de repertório musical, assim como proporcionar aos participantes um dia de vivências práticas, diversificadas e intensas de Música que, ao ser selecionada com Arte, pode transformar o processo e o ambiente de ensino e aprendizagem numa enriquecedora memória futura.

Manuela Encarnação
Presidente da Direção da APEM


O XVIII Encontro Nacional da APEM 2024 vai dedicar três dias online a comunicações orais sobre a temática do tema do Encontro.

Se está envolvido em projetos ou investigações sobre repertório musical, critérios de seleção, adequação de materiais musicais para o ensino, aprendizagem e fruição da música, temos o prazer de o/a convidar a submeter uma proposta de comunicação para avaliação e possível inclusão no programa do nosso Encontro.

Queremos apresentar e divulgar práticas/projetos/investigações que destaquem exemplos da relevância e impacto da seleção de repertório musical na aprendizagem musical em diversos níveis e contextos de ensino, assim como práticas pedagógicas e metodologias de trabalho para o uso do repertório.

As propostas podem cobrir uma variedade de tópicos, incluindo, mas não se limitando a:

  • Exemplos de projetos que focam determinados repertórios para aprendizagens específicas, sejam aprendizagem instrumentais, sociais, históricas e/ou culturais.
  • Estudos de caso que demonstram como a seleção de determinado repertório tem sido usada para ligar pessoas de diferentes origens e culturas.
  • Investigações que analisam o impacto da seleção musical na motivação para a improvisação e criação musical.
  • Projetos de investigação sobre análise de repertório para fins específicos.

Se estiver interessado em propor uma comunicação para apresentação durante o XVIII Encontro Nacional da APEM 2024, submeta a sua proposta de comunicação de acordo com as condições e prazos em baixo apresentados.

Estamos ansiosos para divulgar e aprender mais sobre os projetos e investigações realizados ou em curso e podermos proporcionar um diálogo significativo sobre a forma como o repertório musical e a seleção desse repertório tem um propósito e, nesse sentido, constitui uma dimensão essencial no conjunto de competências profissionais dos professores.


Condições para a Submissão de Propostas de Comunicações

Enviar num único documento a seguinte informação:

  • Título da comunicação.
  • Resumo da comunicação - entre 500 e 750 palavras.
  • Palavras-chave – entre 3 e 5 palavras.
  • Referências bibliográficas – mínimo 3 referências.
  • Nota biográfica do autor - até 250 palavras.

O documento deve ser submetido através do preenchimento do formulário presente nesta página.


Prazos

  • Data limite de submissão de comunicações – 30 de junho de 2024
  • Respostas de admissão – até 15 de julho de 2024

Comissão Científica do XVIII Encontro Nacional da APEM 2024

  • António Ângelo Vasconcelos (Instituto Politécnico de Setúbal)
  • Eduardo Lopes (Universidade de Évora)
  • Helena Vieira (Universidade do Minho)
  • Manuela Encarnação (APEM)
  • Mário Cardoso (Instituto Politécnico de Bragança)

Para submeter a sua proposta de comunicação, clique no seguinte link e preencha o formulário:

A APEM

A Associação Portuguesa de Educação Musical, APEM, é uma associação de caráter cultural e profissional, sem fins lucrativos e com estatuto de utilidade pública, que tem por objetivo o desenvolvimento e aperfeiçoamento da educação musical, quer como parte integrante da formação humana e da vida social, quer como uma componente essencial na formação musical especializada.

Cantar Mais

Cantar Mais – Mundos com voz é um projeto da Associação Portuguesa de Educação Musical (APEM) que assenta na disponibilização de um repertório diversificado de canções (tradicionais portuguesas, de música antiga, de países de língua oficial portuguesa, de autor, do mundo, fado, cante e teatro musical/ciclo de canções) com arranjos e orquestrações originais apoiadas por recursos pedagógicos multimédia e tutoriais de formação.

Saiba mais em:
http://www.cantarmais.pt/pt

Newsletter da APEM

Caros sócios, A APEMNewsletter de abril acaba de ser publicada e encontra-se disponível para visualização no site da APEM.
Clique na imagem em cima para ter acesso à mesma.

Apoios:

 República Portuguesa
Fundação Calouste Gulbenkian

Contactos:

apem associação portuguesa de educação musical

Praça António Baião 5B Loja
1500 – 712 Benfica - Lisboa

  21 778 06 29

  932 142 122

 Envie-nos um email


©  Associação Portuguesa de Educação Musical

©  Associação Portuguesa de Educação Musical